segunda-feira, 28 de setembro de 2015

♥ Outras vezes fracassamos





Outras vezes fracassamos quando enxergamos a derrota antes da batalha.
Quando abandonamos a luta, com medo da discórdia.
Quando ouvimos o não antes da pergunta.
Quando silenciamos, com medo da resposta.


Outras vezes fracassamos quando o dia amanhece na hora em que deitamos.
Quando o sono vem e não nos entregamos.
Quando o medo de sonhar se transforma em pesadelo.
Quando a vida se dilui na busca que fazemos.


Outras vezes fracassamos quando a chave da verdade abre as portas da mentira.
Quando lamentamos, na chegada, a hora da partida.
Quando o amor vai a leilão, no martelo da cobiça.
Fracassamos quando choramos a morte,
diante da vida. 

♥ As três peneiras.



Olavo foi transferido de projeto.  

Logo no primeiro dia, para fazer média com o chefe, saiu-se com esta:
-   Chefe, o senhor nem imagina o que me contaram a respeito do Silva.  Disseram que ele...
Nem chegou a terminar a frase, o chefe aparteou:
-  Espere um pouco, Olavo. O que vai me contar já passou pelo crivo das três peneiras?
-  Peneiras?  Que peneiras, chefe?
-  A primeira, Olavo, é a da VERDADE.  Você tem certeza de que esse fato é absolutamente verdadeiro?
-  Não.  Não tenho não. Como posso saber?  O que sei foi o que  me contaram. 

-  Então sua história já vazou a primeira peneira. Vamos então para a segunda peneira que é a da BONDADE. O que você vai me contar, gostaria que os outros também dissessem a seu respeito?
-  Claro que não!  Nem pensar, Chefe.
-  Então, sua historia vazou a segunda peneira.  Vamos ver a terceira peneira que é a NECESSIDADE.  Você acha mesmo necessário me contar esse fato ou mesmo passá-lo adiante?
-  Não chefe. Passando pelo crivo dessas peneiras, vi que não sobrou nada do que iria contar -   fala Olavo, surpreendido.
 -  Pois é Olavo. Já pensou como as pessoas seriam mais felizes se todos usassem essas peneiras? -   diz o chefe sorrindo e continua: -  Da próxima vez em que surgir um boato por ai, submeta-o ao crivo dessas três peneiras: VERDADE, BONDADE, NECESSIDADE, antes de obedecer ao impulso de passá-lo adiante, porque:

PESSOAS INTELIGENTES FALAM SOBRE IDÉIAS;
PESSOAS COMUNS FALAM SOBRE COISAS;
PESSOAS MEDÍOCRES FALAM SOBRE PESSOAS.

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

♥ Acredite que Você Pode



Muitas vezes perdemos oportunidades por não acreditarmos que podemos ir mais longe, como quando as coisas não saem de acordo com o esperado, ou quando seu tempo foge entre suas mãos e nada dá certo.
E agora, o que fazer?

Agora é o momento de agir. Desafie a si mesmo e faça do tempo o seu aliado, coloque para fora as suas qualidades e use suas habilidades, assim você pode fazer a diferença nesse exato momento. Acredite que você pode ser mais, se dar mais. Creia no seu sucesso e não crie obstáculos em sua mente, mas comece a agir! Você tem talento, só precisa exercitá-los.
Não deixe que o medo de errar te detenha e te faça parar no tempo, mas seja corajoso, acredite no seu potencial!

A melhor hora para tomar atitudes, para mudar as coisas e fazer tudo dar certo é quando tudo está indo contra você, pois o melhor impulso para falta de coragem é a ação. Não fique sentado se lamentando, levante-se e faça algo!
Use esse tempo difícil a seu favor, faça tudo novo e acredite que você pode sair dessa e seguir em frente para uma vida de grandes conquistas.

Tudo passará a dar certo, quando você começar a entender que o que você determinar você poderá alcançar, basta acreditar em si mesmo.
Saiba que suas ações no seu tempo determinam o seu futuro, pois as melhores conquistas acontecem quando agimos com atitudes corajosas em situações desencorajantes.

O que você pode fazer, nesse exato momento, para chegar mais longe?

Recite o Nam Myoho Rengue Kyo  e acredite em você e comece a agir, já. 

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

♥ O preço do amor...




Uma tarde, um menino aproximou-se de sua mãe, que preparava o jantar, e entregou-lhe uma folha de papel com algo escrito. 
Depois que ela secou as mãos e tirou o avental, ela leu:

- Cortar a grama do jardim: R$3,00 
- Por limpar meu quarto esta semana: R$1,00
- Por ir ao supermercado em seu lugar: R$2,00 
- Por cuidar de meu irmãozinho enquanto você ia às compras: R$2,00 
- Por tirar o lixo toda semana: R$1,00 
- Por ter um boletim com boas notas: R$5,00 
- Por limpar e varrer o quintal: R$2,00 
- TOTAL DA DIVIDA: R$16,00 

A mãe olhou o menino, que aguardava cheio de expectativa. Finalmente, ela pegou um lápis e no verso da mesma nota escreveu: 

- Por levar-te nove meses em meu ventre e dar-te a vida: NADA 
- Por tantas noites sem dormir, curar-te e orar por ti: NADA 
- Pelos problemas e pelos prantos que me causastes: NADA 
- Pelo medo e pelas preocupações que me esperam: NADA 
- Por comidas, roupas e brinquedos: NADA
- Por limpar-te o nariz: NADA
- CUSTO TOTAL DE MEU AMOR: NADA 

Quando o menino terminou de ler o que sua mãe havia escrito tinha os olhos cheios de lágrimas. 
Olhou nos olhos da mãe e disse: "Eu te amo, mamãe!" 

Logo após, pegou um lápis e escreveu com uma letra enorme: 

"TOTALMENTE PAGO". 


segunda-feira, 21 de setembro de 2015

♥ Um Sólido Senso de Identidade



 Há muito tempo atrás, havia um jovem gênio que podia tornar-se um mestre em qualquer arte a partir do momento que ele via como era feito. 
Assim, ele resolveu ser um mestre em todas as artes do mundo.

Assim, ele decidiu viajar por todo o mundo, e aprender de tudo. 
Em um determinado país, ele encontrou um artesão que conseguia transformar os chifres de diversos animais no mais belo arco.

Surpreso, o jovem gênio decidiu tornar-se discípulo desta arte. 

Após dominá-la, decidiu partir em busca de uma nova experiência. 
Logo, chegou a um grande rio e viu um barqueiro que conseguia manejar sua embarcação de modo rápido e preciso. 
O gênio tornou-se um discípulo do barqueiro e em pouco tempo tornou-se melhor que o seu mestre.

O gênio continuou sua viagem e aprendizagem. 

Após certo tempo, ele não havia encontrado mais nenhuma arte que já não soubesse. Assim, ele concluiu que não havia mais nada para se aprender, mas dentro de si sentia-se insatisfeito.

O Buda havia observado tudo isto. 

Assim, ele se transformou em um monge budista e surgiu defronte do gênio.

"Quem é você ?", perguntou.


"Eu sou um homem de auto-controle?"


"O que isto significa?"


O monge disse: "Um artesão de arco controla o chifre. Um barqueiro o barco..um homem sábio controla a si mesmo. 

Assim como uma grande rocha não se move com a ação do vento, a mente de um homem sábio não se modifica pela calúnia ou adulação".

O gênio ficou entusiasmado em se tornar um discípulo do Buda e aprender sobre o auto-controle. 


O autor japonês Eiji Yoshikawa escreveu certa ocasião: "Ao invés de se preocupar com o futuro, pensando:’Talvez eu deveria me tornar isto ou aquilo", deve-se em primeiro lugar construir um forte "eu" que seja sólido como o Monte Fuji.


Da mesma forma, o Budismo ensina que para achar satisfação na vida, cada um de nós deve estabelecer um sólido senso de identidade, que não se abala pela opinião alheia. 


Nós podemos desenvolver esta virtude através da prática dos ensinos de Nitiren Daishonin.


                              NAM  MYOHO  RENGUE  KYO 

♥ Decisão, Renovação e Vitória

Chega a viver 70 anos. A águia é a ave que possui a maior longevidade da espécie. 
Mas para chegar a essa idade, aos 40 anos ela tem que tomar uma séria e difícil decisão.

Aos 40 anos ela está com: As unhas compridas e flexíveis, não consegue mais agarrar 
as suas presas das quais se alimenta. O bico alongado e pontiagudo se curva. 
Apontando contra o peito estão as asas, envelhecidas e pesadas em função da grossura 
das penas, e voar já é tão difícil!

Então, a águia só tem duas alternativas: Morrer... ou enfrentar um dolorido processo 
de renovação que irá durar 150 dias. 
Esse processo consiste em voar para o alto de uma montanha e se recolher em um 
ninho próximo a um paredão onde ela não necessite voar. 
Então, após encontrar esse lugar, a águia começa a bater com o bico em uma 
parede até conseguir arrancá-lo. 
Após arrancá-lo, espera nascer um novo bico, com o
qual vai depois arrancar suas unhas. 
Quando as novas unhas começam a nascer, ela passa a arrancar as velhas penas e só 
após cinco meses sai para o famoso vôo de renovação e para viver então mais 30 anos.

Em nossa vida, muitas vezes, temos de nos resguardar por algum tempo e começar 
um processo de renovação. 
Para que continuemos a voar um vôo de vitória, devemos nos desprender de lembranças, 
costumes e outras tradições que nos causaram dor. 
Somente livres do peso do passado, poderemos aproveitar o resultado valioso que uma
 renovação sempre traz.

♥ É como escalar uma montanha


“Nós nunca alcançaremos um platô livre de problemas, mas devemos continuar a escalar através de nossas vidas”. 




 Muitas vezes eu me encontro conversando com pessoas lutando com profundos problemas existenciais. Qual é minha missão? E por que me aborrecer a respeito de ter ou não uma missão ou um propósito na vida? Por que não simplesmente aproveitar a vida? Será que isto não é um propósito mais que suficiente?
A gente acaba descobrindo que não é. Nossa felicidade depende das respostas à importantes questões a respeito do propósito de nossas vidas.
Às vezes parece que outros são fortes e que nós somos fracos. No entanto todos nós temos ambas, força e fraqueza dentro de nós, por causa da posse mútua dos dez mundos. No entanto a questão não é quem é mais forte ou mais fraco. Em vez disto o que realmente importa é QUANDO alguém é forte e QUANDO alguém é fraco. Uma coisa ficou clara para mim: Nós somos fortes quando temos algo importante para fazer. E somos fracos quando nada mais nos importa.
 Muitas vezes eu ouço que as pessoas têm dificuldade em levantar para ir ao trabalho ou à escola em tempo, mas não têm as mesmas dificuldades em pular da cama para algo de que eles gostam - esquiar, surfar, lazer ou algo assim… Quando eu era criança, diariamente era uma batalha para arrastar-me para fora  da cama e ficar pronto para chegar na escola a tempo, mas para ir pescar com o meu pai, Oba! Eu ia da cama para o barco em milésimos de segundo. Se algo importa a você, este algo move-lo-á.
  Sem o senso de propósito nós seremos regidos pelas nossas fraquezas, nossas obsessões, nossos vícios, nossas emoções, e a violência estará no controle.    A pessoa com coisas importantes para fazer, encontrará força de vontade e vigor surgidos do fundo do ser e não encontrará problemas em resistir onde outros fracassam e sucumbem. Propósito, determinação, é uma forçca irresistível. Quando eu vejo as doenças sociais da adicção, raiva e violência, me parece claro que estamos enfrentando uma praga epidêmica de falta de propósitos.
  É por isso que um dos grandes benefícios da nossa prática budista - benefício a respeito do qual nós não falamos o suficiente - é acordar para o senso do significado e do propósito em nossas vidas. Uma vez nós, que nos sentimos insignificantes e sem forças, começemos a sentir que somos importantes e que fazemos a diferença nas vidas de outras pessoas - na verdade do mundo - nós vivemos com maior vigor e alegria. Entrelaçados com a questão da nossa missão,  vemos que ela é inseparável da nossa luta pela felicidade.
Mas então, o que é a missão de cada um? Esta  preocupação comum está no alto da lista das grandes questões da vida. Quando indagado a respeito disto com uma pessoa jovem, o Pres. Ikeda, da SGI, repondeu em “O Rumo da Juventude”, que não precisa ser algo glamoroso ou extraordinário; Pessoas regulares, vivendo vidas regulares, também são importantes. Ele simplesmente disse, sua missão é escalar a montanha que está a sua frente.
Qualquer que seja a montanha, isto é, problema ou dificuldade, que estivérmos enfrentando, vamos sobrepujá-lo, vamos resolvê-lo, escalemos a montanha. E então, quando chegarmos ao topo, olharemos ao redor e descobriremos novos picos, novas montanhas para escalar. E outras novas, após outras…  Nós nunca alcançaremos um platô livre de problemas, mas continuemos a escalar, do começo ao fim de nossas vidas.
    Também não devemos nos angustiar em escolher a montanha certa para escalar, como se nossa missão fosse pré-destinada ou pré-ordenada. Pegue a melhor que puder e escale-a. Na análise final, o ponto mais importante não é tanto o tamanho ou quão comovente é o resumo das montanhas importantes que alguém tenha escalado. Mais importante, é que neste processo de sobrepujar um problema após outro, escalando uma montanha após outra, nós nos tornamos exímios alpinistas. O objetivo da prática budista é o caminho para a felicidade absoluta e duradoura. Tem muito mais a ver com tornar-se uma pessoa melhor, do que escalar uma montanha importante.
Nosso propósito, portanto, é revelar o maravilhoso e verdadeiro ser humano, de caráter lentamente desenvolvido. Este potencial,  somente poderá ser revelado lentamente, triunfando sobre uma infindável ordem de verdadeiros e excelentes obstáculos.
Escalando montanhas, produz-se excelentes alpinistas. Vencendo obstáculos, modela-se excelentes pessoas. Missão, portanto, é transformar os obstáculos, associados com o nosso carma em matéria prima, com a qual desenvolvemos e manifestamos  nossa excelência, como seres humanos, nossa felicidade duradoura. Nosso carma torna-se nossa missão.

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

♥ Você está pensando em desistir?


As pessoas que mais desistem são as pessoas egocêntricas e orgulhosas.
Sim… Uma pessoa egocêntrica é acostumada somente com suas próprias situações, seu próprio jeito de agir, seu próprio jeito de lidar com as coisas. 
Nada pode ser diferente do que ela planeja, senão ela já começa a reclamar e a recusar tudo, e é neste ponto que as coisas começam a ficar mais difíceis.
Se algo está diferente do que ela sente, já é um motivo para ela não encontrar mais sentido em continuar naquilo que ela se propôs a fazer, e então ela desiste.
Uma pessoa desistente adora fazer planos, raramente cumpre aquilo que diz, e dificilmente termina aquilo que começou.
Apesar de toda a pressão que seu desafio lhe proporciona, desistir do que te faz feliz não te trará alívio algum.
É preciso continuar, mesmo que seu coração esteja enfraquecido.
Tenha certeza de que hoje você seria um frustrado se você não tivesse passado pelos problemas que você passou.
Já imaginou como você seria mimado e esnobe se você tivesse tudo aquilo que você deseja? A maioria das pessoas já é assim sem serem realizadas!
Então aproveite a reflexão que seus problemas lhe causam para você se conhecer mais.
A melhor forma de continuar e não desistir de seu caminho é tendo um ideal maior pelo qual você deve lutar. Algo maior que sua própria vida.

Quando você se lembrar daquilo que você busca, toda dor e dificuldade serão suportáveis, cada golpe sofrido te deixará mais forte, mais resistente e mais afiado.
 E através disso você se tornará uma pessoa melhor.
O aço é forjado no fogo.
Não faça propagandas sentimentalistas de si mesmo.
Se você almeja força, alimente uma postura forte, jamais de coitado, fraco e derrotado.
Você é aquilo que se propõe a ser.
Ao invés de começar a reclamar para encontrar uma desculpa para desistir, vá até o fim.
Pelo menos uma vez na vida jogue-se naquilo que você acredita.
A realização é impossível para os covardes.

Você consegue aceitar de uma vez por todas que é preciso trabalhar duro para chegar onde você deseja?

                   
                Nam Myoho Rengue Kyo

Toda dor lhe traz para o momento presente!




Você deixou muito tempo passar em branco por ficar imaginando demais, e é muito perigoso viver dessa forma inconsciente.

É preciso estar acordado para viver o agora.
A maior parte do tempo estamos dormindo dentro de nossas ilusões e perdemos a noção do tempo que precisamos viver.
E normalmente quando isso nos acontece, nossa condição de Buda confronta alguma dor, algo que nos tire de nosso conforto mental, para que voltemos para a realidade do momento presente.
Quando a dor surge, esquecemos tudo o que é secundário e começamos a refletir sobre o que realmente nos importa… pode ser uma pessoa, uma atividade, um lugar… pode ser qualquer coisa que mude seu estado de espírito quando você a visualiza em sua mente.
E infelizmente você não segue adiante se não existe algo lhe incomodando.
A dor faz você mudar de posição, ela lhe obriga a enxergar por ângulos diferentes, pensar de maneira mais inteligente.
Não existe outro tempo em que você possa fazer algo por si mesmo que não seja o agora. Por mais belo que tenha sido seu passado ou mais brilhante seja a forma que você imagina seu futuro, nenhum dos dois existe.
Quanto mais negatividade a vida lhe traz, maior é a força exigida de você, e no fim das contas, por pior que as coisas lhe aconteçam, isso lhe fez bem.
Seus olhos conseguem enxergar novamente o chão em que você está pisando, você se lembra do que te faz bem de verdade.
No momento em que você sentir uma dor tão forte que o faça ficar de joelhos, você cairá na real.
Enfrentar muitas dificuldades fará você se sentir muito solitário, mesmo diante das pessoas que você ama, mas não subestime sua capacidade de lidar com isso:
Você pode se ouvir, pode se observar, pode se cuidar, e principalmente, pode aprender consigo mesmo.
Você já possui tudo o que você precisa ter para agir agora.
Desperte sua coragem que você será feliz.

O que é mais importante pra você agora?